Conhecer-se a si mesmo é a mais árdua tarefa – Jiddu Krishnamurti

Conhecer-se a si mesmo é a mais árdua tarefa em que nos podemos empenhar. Podemos fazer tudo o que for possível fazer na vida, porém, se não nos conhecermos seremos pessoas vazias, embotadas e destituídas de inteligência, e ainda que exerçamos funções de primeiro ministro ou de engenheiro altamente qualificado, ou de habilíssimo técnico, funcionaremos apenas de modo mecânico. Assim, precisamos de sentir a importância de nos conhecermos a nós próprios e a serenidade que isso implica.
Conhecer-se a si mesmo é o presente ativo; aquilo que já aprendemos e já conhecemos, constitui o passado. E o passado não deve dirigir o presente ativo, pois que se o fizer cria mais conflito. Mas também não se pode rejeitar
esse passado; ele existe, tanto no consciente como no inconsciente.

Jiddu Krishnamurti no livro A Arte de Viver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s