Textos sobre atenção plena – mindfulness por Osho

Acesse no link a seguir os textos sobre atenção plena na nossa categoria

https://tudopositivo.wordpress.com/category/atencao-plena-mindfulness/

Os textos selecionados de Osho sobre atenção plenamindfulness, tem uma amostra e o link logo abaixo, são todos ótimos textos:

A atenção faz a diferença

“ Osho responde a Dilip, que está em Puna a serviço do exército do Nepal e lhe mostra como usar a disciplina da vida militar como meditação.

OSHO: O ponto fundamental não é a técnica de meditação. O ponto fundamental é praticá-la com consciência. Qualquer método será de grande ajuda se for praticado com atenção. A questão real é a atenção; a técnica de meditação é apenas uma desculpa para ela.

Por exemplo, alguém pode simplesmente ficar repetindo o nome de Deus. Se ele estiver repetindo feito um papagaio, isto não terá valor algum. Ao contrário, isto poderá lhe ser danoso, porque repetir uma coisa, todos os dias, feito um papagaio, fará com que você fique igual a um zumbi, um robô. Você começará a perder o seu brilho, a sua luminosidade, sua inteligência; você se tornará mais e mais sonolento, cheio de sonhos. Mas existem muitas pessoas estúpidas que acham que aqueles sonhos são grandes visões espirituais. Eles não são. Você pode até sonhar com Deus, mas é apenas um sonho como todos os sonhos. Você pode sonhar com grandes experiências – com a luz e com a kundalini subindo – mas eles são apenas sonhos. Todas essas experiências são sonhos; experiências como essas são sonhos. A questão real é mudar a ênfase da experiência para o experienciador. Toda a gestalt tem que mudar do objetivo para o subjetivo.

leia completo aqui >>>

MINDFULNESS – PORTAL PARA A ATENÇÃO CONSCIENTE RELAXADA

“Mindfulness correta” é uma expressão estranha. Primeiro não há mente nela – por isso é chamada “mindfulness correta”. Segundo, não há nada certo ou errado nela – por isso é chamada de mindfulness correta. Esta é uma maneira budista de dizer as coisas.

Ela não pode ser uma meta, porque quando há uma meta, você sempre está em erro. Por que você está em erro quando há uma meta? Porque quando há uma meta há desejo, quando há desejo você está infeliz, descontente. Quando há desejo, há ansiedade – se você será capaz de realizá-lo ou não. Será possível ou não?

Quando há desejo, há futuro, e com o futuro a ansiedade entra em seu ser. Com o desejo você perdeu o contato com o presente.

lei completo aqui >>>

O milagre da atenção

http://www.somostodosum.com.br/artigos/espiritualidade/o-milagre-da-atencao-11617.html

NÃO REJEITE A MENTE – ENTENDA-A (Osho)

Quando entende algo, você vai além disso – isso fica abaixo de você. A mente tem sua utilidade – uma grande utilidade. Não existiriam qualquer ciência sem a mente; qualquer tecnologia. Todos os confortos do ser humano desapareceriam sem a mente humana. O homem regrediria para o mundo dos animais ou até para um mundo ainda inferior. A mente nos deu muito.

O problema não é a mente. O problema é a sua identificação com ela. Você acha que você é a mente – aí está o problema.

Pare de se identificar com a mente. Seja o observador e deixe-a funcionar – sob sua vigilância, seus testemunho, sua observação. Uma diferença radical ocorre por meio da observação. A mente funciona com muito mais eficácia quando você a observa, porque todo o lixo é descartado e ela não precisa carregar um peso desnecessário – fica leve. E quando você se torna um observador, a mente também pode ter algum descanso. Do contrário, durante toda a vida a mente trabalha, dia após dia, ano após ano. Ela só pára quando você morre. Isso cria uma fadiga profunda, uma fadiga mental.

Agora os cientistas estão dizendo que até os metais se cansam – existe a chamada “fadiga do metal”. Então o que dizer da mente, que é extremamente sutil, que é tão delicada ? Trate-a com cuidado. Mas continue à distancia, indiferente, desapegado. Quando escreve, você não se torna a caneta, embora não possa escrever sem ela. Uma boa caneta é essencial para uma boa escrita. Se você começar a escrever com os dedos, ninguém entenderá o que escreveu, nem mesmo você, e será muito primitivo. Mas você não é a caneta e a caneta não é o escritor, é só um instrumento para escrever.

A mente não é o mestre, mas só um instrumento nas mãos do mestre.

Treinar a mente para a concentração é muito difícil; ela se revolta e continua a recair em antigos hábitos. Você a segura novamente e ela escapa. Você a leva para o assunto no qual estava concentrado e, de repente, descobre que ela está pensando um outra coisa – já até esqueceu em que estava concentrado. Não é uma tarefa fácil.

Mas colocá-la de lado é algo extremamente fácil – não é nada complicado. Tudo o que você tem que fazer é observar. Seja o que for que esteja passando na sua cabeça, não interfira, não tente detê-la. Não faça nada: qualquer coisa que fizer vai virar uma disciplina,

Então não faça absolutamente nada. Só observe.

O que há de mais estranho sobre a mente é que, se você se tornar um observador, ela começa a desaparecer. Assim como a luz dispersa a escuridão, a atenção plena dispersa a mente, seus pensamentos, toda a sua parafernália.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s