Meditação Vipassana Por Dzongsar Khyentse Rinpoche

Trecho do post Meditação Vipassana Por Dzongsar Khyentse Rinpoche

Acho que é mais ou menos óbvio que a meditação é uma coisa boa, mas praticá-la com constância é difícil. Falta de disciplina, falta de entusiasmo e falta de espaço criam a dificuldade. Principalmente a falta de disciplina. Constância é a chave. Se você fizer horas e horas de meditação, e depois passar meses sem fazer nada, você volta para a estaca zero. Se você consegue fazer cinco a dez minutos todos os dias, com constância, pelo menos dentro de um ano você vai ter algum tipo de alegria e entusiasmo ao fazer meditação. Essa alegria é difícil de desenvolver, porque a meditação é uma coisa muito chata. Não é nada divertido. Não fazer nada é duro. Aqui, estamos falando da arte de não fazer nada, e ela é bastante difícil, especialmente considerando que nós, seres humanos modernos, gostamos de resultados rápidos. Na verdade, os resultados chegam bem depressa. Mas os resultados meditativos são muito sutis. Nós gostamos de resultados tangíveis, vívidos, óbvios. Nós gostamos de Tylenol e outros analgésicos. Essa é a cultura moderna. Portanto, especialmente no começo, é difícil trazer essa alegria, porque o efeito da meditação é bastante sutil; apesar de já estar presente, não é visível.