Movimento ‘mindfulness’ também se transformou em uma indústria lucrativa

Leia texto completo em: Além da McMindfulness

Em muitos aspectos, o treinamento corporativo da meditação ‘mindfulness’ – com sua promessa de que funcionários mais calmos e menos estressados serão mais produtivos – tem uma familiar e estreita semelhança com os agora desacreditados movimentos de “relações humanas” e de treinamento da sensibilidade que eram populares nos anos 50 e 60. Esses programas de treinamento foram criticados pelo uso manipulativo de técnicas de aconselhamento, como a “escuta ativa”, implantada como um meio de pacificar os trabalhadores, fazendo-os sentir que suas preocupações eram ouvidas enquanto as condições existentes no local de trabalho mantinham-se inalteradas. Estes métodos passaram a ser conhecidos como “psicologia das vacas”, porque as vacas contentes e dóceis dão mais leite.

Bhikkhu Bodhi, um monge buddhista ocidental muito franco, já alertou: “Na ausência de uma crítica social afiada, práticas buddhistas poderiam facilmente ser usadas para justificar e estabilizar o status quo, tornando-se um reforço do capitalismo de consumo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s