Quando eu ficar iluminado, serei capaz de me lembrar de mim?

Você está se descobrindo ~ Mingyur Rinpoche

Um dia perguntei a meu pai: “Quando eu ficar iluminado, serei capaz de me lembrar de mim? Meu antigo eu? ” Não era incomum meu pai rir afetuosamente de minhas perguntas, mas achou esta particularmente hilária. Então ele explicou que a iluminação não é como ser possuído por um espírito. A cultura tibetana tem uma tradição de oráculos, pessoas que são possuídas por espíritos e fazem previsões e profecias. Quando isso acontece, eles esquecem de si mesmos e se tornam seres diferentes; eles rodopiam e caem como bêbados loucos. Para imitar seu comportamento selvagem, meu pai agitava os braços, levantava um joelho de cada vez e dançava em círculos. De repente, ele parou e disse: “Não é assim. Despertar é mais como descobrir a si mesmo. ” Ele juntou as mãos em concha e me disse: “Se você tem um punhado de diamantes, mas não percebe o que são, você os trata como seixos. Depois de reconhecê-los como diamantes, você pode usar suas preciosas qualidades. Tornar-se um buda é como descobrir um diamante nas mãos. Você está se descobrindo, não se livrando de si mesmo.

– Mingyur Rinpoche do livro “Transformando Confusão em Clareza: Um Guia para as Práticas Fundamentais do Budismo Tibetano”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s