Muitas pessoas não entendem o significado de Shamatha e Vipasyana

Durante anos de prática, quando senti um pouco de paz em minha mente, nunca me disse que consegui qualquer coisa. Eu continuei me dizendo que eu tinha um longo caminho a percorrer. E então quando eu estava mais consciente de não apenas da paz da minha mente, mas também o estado do meu corpo, fala e mente, do que eu penso, do que eu digo e como eu me comporto, mesmo naquele momento em que eu estava muito calmo, continuei dizendo a mim mesmo que ainda tinha um longo caminho a percorrer. E isso me protegeu. Então, nunca se apegue aos seus bons sentimentos. Nunca diga a si mesmo que é um bom praticante ou que é um praticante perfeito. Continue voltando para a sua prática de uma maneira muito mais forte. O tempo todo. Toda vez. Esse seria o meu conselho.

Leia o artigo completo em Buda Virtual