Coronavírus. Que possamos viver livres do medo e do sofrimento. Isso também vai passar.

Ibn Sina (980-1037), com nome latinizado de Avicena, polímata, médico e filósofo persa, e pai da medicina moderna, escreveu:

“A imaginação é a metade da doença; a tranquilidade é a metade do remédio; e a paciência é o começo da cura”.


Sobre o coronavírus no Brasil ainda para alguns é exagero e para outros não, isso o tempo mostrará.  Mas o que realmente importa é a experiência que cada está tendo e essas experiências em todo o planeta certamente darão origem a um novo mundo.

O medo todos nós temos, sempre tivemos, mas agora ele parece mais real e imediato, e então a sensação pode aumentar. Se formos observar bem e ver a coisa real, conseguiremos perceber que muito das nossas sensações são somente nossa imaginação operando vários cenários diferentes, muitos deles bem catastróficos. Não tem problema isso, conseguir ver e observar já vai ajudar a ver o que é real e o que é imaginação.

Dependendo da forma que se olha a situação podemos até nos sentir afortunados por estarmos tendo essa chance de ver a vida de um modo totalmente diferente, aqui, na minha experiência pelo menos, isso mudou muito, os problemas e dilemas da semana passada desapareceram, é curioso demais observar isso hoje e ver como que aquilo não tem importância nenhuma…

O budismo sempre nos aconselha a trabalhar com o que temos e a partir de onde estamos agora. Se fizermos isso com essa grande benção que estamos tendo, poderemos, quem sabe, sair muito mais fortes disso tudo, poderemos talvez nos curar de coisas há muito tempo paradas dentro de nós.

Pode parecer um aborrecimento tudo isso, algo que vem estragar as coisas, mas é isso que se apresentou nesse momento na nossa vida, lutar contra um fato gera mais sofrimento. O que podemos fazer é nos prevenirmos e permanecer em casa o máximo possível,  olhar uns dos outros e tentar espalhar energia que ajude as pessoas.

Manter a atenção plena, a consciência em alerta e observar. Evite ler tanto sobre o assunto, cheque informações sempre.

 

Que a luz da bondade e da compaixão ilumine nossa consciência, que nós possamos ter saúde, que possamos viver livres do medo e do sofrimento.

Isso também vai passar.

(E.)

Uma mensagem do Dalai Lama:
“A pandemia do corona vírus é um
fruto acessível para praticar a compaixão. Há milhões, se não bilhões, de pessoas por todo o
mundo sofrendo a muitos níveis. Por aqueles que morreram, inspirem a sua dor e expirem enchendo-os
com um renascimento humano significativo a fim de que encontrem o dharma. Por aqueles entes queridos
que ficaram para trás, inspirem o seu profundo sentimento de perda e de dilaceramento e expirem
enchendo-os com cura e esperança. Por todos aqueles que estão assustados até à medula,
inspirem o seu medo e ansiedade e expirem enchendo-os com serenidade e amor. Por todos aqueles que são idosos, ou têm condições médicas
vulneráveis, inspirem a sua doença crónica e idade avançada, e expirem enchendo-os com corpos
saudáveis de 16 anos. Esta prática de compaixão é decerto necessária, especialmente quando vemos
tudo a desmoronar-se à nossa volta” ~ XIV Dalai
Lama

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s