Sobre a mudança repentina na rotina

Somos criaturas de hábito. As crianças pequenas, que não têm noção do tempo, encontram grande conforto em suas rotinas. Como idosos, nossas rotinas se tornam muito mais complicadas. Em vez de encontrar conforto na rotina simples de ir dormir depois de escovar os dentes, nossas rotinas se tornam muito mais complexas. Nossas rotinas devem incluir as funções de buscar e educar, criar famílias e gerenciar carreiras. Nossas rotinas se tornam tão complicadas que nos deixam loucos.

Então, de repente, tudo muda, todos somos solicitados, de uma só vez, a parar de fazer o que estávamos fazendo e cuidar um do outro. Somos solicitados, instruídos, ordenados a manter a saúde e manter um ao outro saudável, o foco principal de nossas vidas. Somos informados sobre como parar de compartilhar nossos germes, e a penalidade por não seguir as recomendações é a morte. Pode ser nossa, podem ser nossos pais, avós, filhos, médicos e enfermeiros ou milhares de estranhos. É muita pressão a ser aplicada a todos em um momento em que todas as nossas rotinas reconfortantes são retiradas.

A razão pela qual o início de uma prática de mediação é tão difícil é porque ela exige que fiquemos quietos e observemos nossas mentes girarem em suas rotinas normais, enquanto respiramos uniformemente e respondemos apenas observando os pensamentos e sentimentos e deixando-os ir e vir.

Dentro de nossas rotinas normais, todos os dias passamos por uma rotina emocional. Todos os dias sentimos quantidades regulares de angústia, quantidades regulares de raiva, quantidades regulares de felicidade, tristeza, frustração, satisfação, amor e assim por diante. Passamos por todas essas emoções em resposta às circunstâncias normais do dia. Então, quando nossas circunstâncias e rotinas regulares mudam, ainda tentamos atingir todas as marcas emocionais regulares. Embora eles façam todo o sentido em nossas rotinas normais, eles não são necessários em resposta às diferentes circunstâncias.

A meditação nos ajuda a ver quais pensamentos levam a quais emoções e quais respostas estão disponíveis para nós naquele momento. Durante o período de mediação, a resposta é observar e deixar ir. Essa capacidade de observar e deixar ir a meditação nos ajuda a fazer isso em outras situações à medida que passamos por nossas circunstâncias normais ou extraordinárias. É assim que cultivamos a equanimidade, o antídoto para as respostas reativas regulares que incorporamos em nossas rotinas.

Quando as regras da sociedade mudam repentinamente, e nossa principal prioridade comunitária é não espalhar um vírus, e para fazer isso, devemos parar abruptamente todos os negócios que estamos acostumados a fazer, parece que o mundo ficou louco. É assim porque estamos observando a palavra através das rodas rotativas rotativas de nossas mentes. De fato, o mundo ficou lúcido. Comida, abrigo e cuidar um do outro são as principais prioridades de todos. Ao receber ordens para ficarmos separados, aprendemos o quanto estamos juntos e quanto contato físico com amigos, familiares e estranhos significa para nós. Aprendemos o quanto contávamos que as coisas eram do jeito que eram, apesar de o modo como eram também estar cheio dos velhos problemas previsíveis e incerteza.

É normal ser louco em um mundo louco, então como somos sãos em um mundo são? Isso requer algum ajuste. Quando o mundo parar, faça uma pausa. Inspire. Expire. Veja o que acontece neste momento. Se dói, seja compassivo com essa dor. Cuide e deixe-o ir. Veja o que aparece no próximo momento. Neste momento, a melhor e mais importante coisa a fazer é cuidar de si mesmo com compaixão. Ao fazer isso, você cuida compassivamente de todos os outros. Se neste momento você se sentir muito ansioso, lave as mãos. No final do dia, escove os dentes e vá para a cama.

Por Peter Taylor – http://www.zenmister.com/world-gone-sane/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s