O maior obstáculo para experimentar a realidade do Ser – Eckhart Tolle

Pergunta: Qual é o maior obstáculo para experimentar esta realidade?

ECKHART TOLLE:

A identificação com sua mente, o que faz com que o pensamento se torne compulsivo.

Não poder deixar de pensar é uma espantosa calamidade, mas não nos damos conta disto porque quase todo o mundo sofre disto, assim que é considerado “normal”.

Este ruído mental incessante o impede de encontrar esse domínio de quietude interna que é inseparável do Ser. Isto também cria um falso “eu” – fabricado pela mente -, que estende uma sombra de temor e sofrimento. Examinaremos tudo isso em mais detalhe mais adiante.

O filósofo Descartes acreditou ter encontrado a verdade mais fundamental quando formulou sua famosa frase: “Penso, logo existo”. De fato, expressou com isso o erro mais fundamental: igualar o pensar com o Ser e a identidade com o pensar.

O pensador compulsivo – e quase todo o mundo o é – vive em um estado de aparente separação, em um insanamente complexo mundo de problemas e conflitos contínuos, um mundo que reflete a crescente fragmentação da mente.

A iluminação é um estado de “plenitude”, de ser um e, portanto, se está em paz.
Você é um com a vida em seu aspecto manifesto – o mundo – assim como com seu eu mais profundo e a vida não manifesta – um com o Ser-.

A iluminação não é só o fim do sofrimento e do contínuo conflito interno e externo, mas também o fim da horrível escravidão do pensamento incessante. Que incrível liberação é!

Identificar-se com a sua mente gera uma cortina opaca de conceitos, etiquetas, imagens, palavras, julgamentos e definições que impedem toda relação verdadeira. A cortina se interpõe entre você e você mesmo, entre você e os demais homens e mulheres, entre você e a natureza, entre você e Deus.

É esta cortina de pensamento que cria a ilusão da separação, a ilusão de que há um você e um “outro” inteiramente separado.

Você esquece então a realidade essencial de que, sob o nível das aparências físicas e das formas separadas, você é um com tudo o que existe.

Com “esquece”, me refiro a que você já não consegue sentir esta união como uma realidade evidente por si mesma. Pode acreditar que é assim, mas já não sabe se é ou não.

Uma crença pode ser tranqüilizadora.
Só é libertadora, entretanto, através de sua própria experiência.

Pensar se voltou uma enfermidade.
A enfermidade se apresenta quando as coisas se desequilibram.

Por exemplo, não há nada errado com o fato das células se dividirem e multiplicarem no corpo, mas quando este processo prossegue de forma independente do organismo completo, as células proliferam e ocorrerá uma enfermidade.

A mente é um instrumento soberbo se a usamos corretamente.
Se a usamos de forma incorreta, entretanto, se torna muito destrutiva.

Para ser mais preciso, não se trata tanto de que você use sua mente de modo incorreto – em geral você não a usa para nada. Ela é que usa você.
Essa é a enfermidade.
Você acredita que você é a sua mente.
Esse é o delírio.
O instrumento se apropriou de você.

Eckhart Tolle

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s