Qual das coisas é a mais difícil de realizar?

Um sofista, aproximando-se um dia de um sábio da Grécia antiga, queria confundi-lo com perguntas embaraçosas; mas Mileto mostrou-se à altura das provas e respondeu a todas as perguntas sem vacilar, com a maior exatidão.
Eis as perguntas:
1. Qual é a coisa antiga?
– Resposta: Deus – porque sempre existiu.
2. Qual é a coisa mais bela?
– Resposta: O universo – porque é a obra de Deus.
3. Qual das coisas é a maior?
– Resposta: O Espaço – porque contém tudo o que foi criado.
4. Qual das coisas é a mais constante?
– Resposta: A Esperança – porque perdura no homem mesmo depois de ter ele perdido tudo.
5. Qual é a melhor das coisas?
– Resposta: A Virtude – porque sem ela nada pode ser bom.
6. Qual é a mais rápida das coisas?
– Resposta: O Pensamento – porque em menos de segundo percorre o Universo.
7. Qual é a mais forte de todas as coisas?
– Resposta: A necessidade – porque faz o homem enfrentar todos os perigos da vida.
8. Qual das coisas é mais fácil de fazer?
– Resposta: Dar conselhos.
Porém, quando chegou à nona pergunta, o sábio deu a resposta paradoxal, cujo sentido profundo – tenho certeza – jamais foi compreendido pelo interlocutor imbuído do saber intelectual, bem como para a maioria das pessoas terá apenas um sentido superficial. A pergunta é esta:
– Qual das coisas é a mais difícil de realizar?
 E o sábio milésio lhe respondeu: “Conhecer-se a si mesmo”.
Texto extraído do livro “O Caminho Secreto” – escrito em 1950 pelo inspirado escritor inglês Paul Brunton – Editora Pensamento.