Não contamine sua alma associando-se com os causadores de danos – Yogananda

Não contamine sua alma associando-se com os causadores de danos
Lembre-se do seguinte: não contamine sua alma associando-se com os causadores de danos. Deseje-lhes o bem. Dê-lhes amor, e aprenda a não se permitir ser arrastado por eles ao mesmo nível. Não aceite o insulto de ninguém. Simplesmente permaneça tranqüilo. Deus poderia falar e sacudir o mundo, mas não o faz, porque fazê-lo significaria utilizar a força para coagir nosso comportamento. Ele espera silenciosamente que mudemos nossa conduta equivocada. Dessa forma se comportam todos os que amam a Deus: sofrem em silêncio. Se alguém lhe causa um sofrimento, diga-lhe: “Muito bem, se você se sente feliz em ferir-me, faça-o”. É um maravilhoso ideal. Jamais experimentei tanta alegria em minha vida como com a prática desta filosofia.
Da mesma forma, sempre que for ferido, permaneça calado. E não sinta ódio nem irritação em seu interior. Se alguém lhe fala com palavras agressivas, permaneça em silêncio; ou então diga: “Lamento se fiz algo que o tenha ofendido” e, depois, permaneça calado. Que pode fazer, então, a outra pessoa? Eu tenho praticado esta conduta em minha vida. Ninguém pode envolver-me em uma briga, inclusive se me bofeteiam, pois eu me ajoelharia e pediria desculpas. Como pode uma pessoa brigar com você se você não desejar? Quem acredita em Cristo não deve retribuir na mesma moeda se alguém tenta enraivecê-lo. O exemplo que Cristo ofereceu consistiu em que estamos aqui para amar-nos uns aos outros. Jamais devemos nos vingar. Você não tem ideia da poderosa força que surge desse autocontrole e desse amor. Contemplará à humanidade como se fossem crianças pequenas que não sabem o que fazem.

Onde está e o que faz Jesus – Yogananda