Por que Meditar? Matthieu Ricard responde à pergunta inicial de todos

Matthieu Ricard é um monge budista, escritor e fotógrafo que reside no Monastério Shechen, no Nepal. Entre seus livros estão A Arte da Meditação e O Monge e o Filósofo, um diálogo com o pai dele, o filósofo francês Jean François Revel. Este artigo foi adaptado de seu novo livro: Why Meditate: Working with Thoughts and Emotions (Por que Meditar?: trabalhando com os pensamentos e as emoções).

Volte-se para si mesmo, com franqueza. Você está em que momento da sua vida? Até aqui, quais têm sido as suas prioridades e o que você pretende fazer com o tempo que te resta?

Somos uma mistura de luz e sombra, de qualidades boas e de defeitos. Somos realmente o melhor que podemos ser? Temos que continuar a ser do jeito que somos agora? Se não, o que podemos fazer para melhorar? Essas são questões que merecem ser levantadas, sobretudo, se acreditarmos que mudanças são possíveis e desejáveis.

No nosso mundo moderno, somos consumidos, desde a manhã até a noite, por atividades intermináveis. Não nos resta muito tempo ou energia para refletir sobre as causas básicas da nossa felicidade ou do nosso sofrimento. A gente supõe, mais ou menos conscientemente, que se fizermos mais atividades, teremos experiências mais intensas, e, consequentemente, vai diminuir nossa sensação de insatisfação. Mas a verdade é que muitos de nós continuam a se sentir decepcionados e frustrados com o nosso estilo de vida contemporâneo.

O objetivo da meditação é transformar a mente. Ela não está associada a nenhuma religião específica. Nós todos temos uma mente e todos podemos trabalhar com ela.

leia completo em http://tibethouse.org.br/por-que-meditar-matthieu-ricard-responde-a-pergunta-inicial-de-todos/