Fugirmos do medo o que, em essência, é ter medo do medo – devemos aceitá-lo

lnterrogante : Quereis dizer que, em vez de fugirmos do medo o que, em essência, é ter medo do medo – devemos aceitá-lo?

Krishnamurti: Não, senhor. Não aceiteis nada. Não aceiteis o medo; olhai-o! Nunca olhastes o medo, olhastes? Nunca dissestes: “Tenho medo; vou olhá-Io”. Pelo contrário, dizeis: “Tenho medo; vou ligar o rádio, vou à igreja, ler um livro, refugiar-me numa crença” qualquer movimento que vos afaste do medo. Como jamais olhastes o medo, nunca entrastes em direto contato com ele; nunca olhastes o medo sem lhe dar nome, sem fugir, sem tentar domíná-Io. “Ficai com ele”, sem nenhum movimento de fuga. Se o fizerdes, vereis acontecer uma coisa maravilhosa.

(Krishnamurti Fora da Violência Editora Cultrix Pág 63)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s