Seriedade e leveza na prática da meditação

O começo da meditação é difícil. Existe muita cobrança. Se um dia você falha então surge a culpa, surge um sentimento que ataca sua confiança, talvez surja raiva. Tudo bem, é normal isso. Não é o fim do mundo e ao amanhecer um novo dia sempre começa para você recomeçar tudo.

Ao acordar de manhã, você pode reconhecer “eu estou vivo”, e que há vinte e quatro horas para mim, para viver, para aprender a olhar para os seres vivos com os olhos da compaixão. Se você está ciente de que você está vivo, que tem 24 horas para criar novas alegrias, isso seria o suficiente para ser feliz e as pessoas ao seu redor felizes.

Thich Nhat Hanh

Ao mesmo tempo que a meditação precisa ser levada muito a sério como se fosse um caso de vida ou morte, é preciso leveza caso a disciplina falhe. Não é necessário se cobrar tanto assim. Quem vai devagar percorre um caminho mais seguro e sólido, mesmo que isso signifique hesitar, falhar algum dia na prática por falta de tempo ou disposição. Não se culpar é fundamental, retomar a prática no dia seguinte também. Tudo precisa ser levado muito a sério, com muita leveza.

“Muitas das nossas fugas são involuntárias: vícios e dissociação com os sentimentos dolorosos são dois exemplos. Quem já trabalhou com um forte vício de comer compulsivamente, sexo compulsivo, abuso de substâncias, a raiva explosiva, ou qualquer outro comportamento que está fora de controle, sabe que quando o impulso vem, ele é irresistível. A sedução é muito forte. Então vamos treinar novamente e novamente em situações menos altamente carregadas em que o desejo está presente, mas de forma não tão esmagadora. Treinando com as irritações diárias, desenvolvemos a habilidade de recuarmos quando as coisas correm mal. É preciso paciência e uma compreensão de como estamos prejudicando a nós mesmos, para não continuarmos a tomar a mesma e velha rota de fuga ao falar ou agir.”

Pema Chodron

Confie que a prática da meditação tem ótimos resultados com o tempo, qualquer pessoa notará mudanças e melhoras no comportamento e na qualidade de vida.

Confiar é um ato de fé.

Para evitar desanimar o melhor é realizar práticas de meditação de curta duração, 5 minutos bastam no início, todo santo dia, somente cinco minutos. Seriedade e leveza, lembra? Se preferir pode praticar prestar atenção a sua respiração por 2 minutos algumas vezes por dia. Pode também praticar prestar atenção ao seu corpo durante vários períodos do dia.

Com o passar do tempo e os bons resultados, o tempo de meditação será aumentado naturalmente porque você vai querer meditar, passará a levar muito a sério toda a prática e poderá ficar muito sério sobre o assunto lendo todos os livros, vendo todos os vídeos e quando esse momento chegar você se lembrará da necessidade de leveza. Na busca pela alegria de viver, pelo despertar, pela iluminação a melhor ferramenta é leveza.

Não leve seus pensamentos sobre um suposto fracasso tão a sério, muito menos leve a sério qualquer pensamento arrogante que surgir. Leveza é humildade.

Leveza é auto confiança.

Ao aprimorar sua prática e melhorar sua atenção e concentração poderá aplicar atenção plena a tudo o que faz. Lavar a louça da sua casa será um momento desejado porque pode praticar por 10 ou 20 minutos. Caminhar da sua mesa no trabalho até o banheiro ou bebedouro será um exercício de Mindfulness.

Com leveza e gentileza com você mesmo pode começar agora mesmo a prestar atenção ao seu redor, ao momento presente, se a atenção voar longe tudo bem, com leveza traga ela de volta ao que está fazendo, seja gentil com seus pensamentos, suas emoções e os observe com carinho por alguns segundos e então traga sua atenção de volta ao presente.

“Vamos começar de onde estamos. E vamos começar com o que somos. Não adianta querer ser outra pessoa, não é bom fantasiar sobre como seria se fôssemos assim ou assado. Temos que começar do aqui e do agora, na situação em que estamos. Temos que lidar com nossa família, com os amigos e com todos que encontramos. Esse é o desafio. Às vezes evitamos as circunstâncias atuais e achamos que seguramente encontraremos a situação perfeita em algum outro lugar. Mas isso nunca vai acontecer. Nunca haverá um momento e um lugar ideais, porque levamos conosco a mesma mente a todos os lugares. O problema não está lá fora, em geral o problema está dentro de nós. E por isso precisamos cultivar a transformação interior. Uma vez que tenhamos desenvolvido a mudança interna, podemos lidar com o que quer que aconteça.”

Jetsunma Tenzin Palmo no livro NO CORAÇÃO DA VIDA

Seja leve.
Não julgue.
Não compare.
Preste atenção ao momento presente.
Preste atenção ao que está fazendo.
Desenvolva concentração e atenção ao que acontece e o que procura surgirá naturalmente porque nunca esteve fora de você.

Iluminação é, no final, nada mais do que o estado natural de ser. Se você o despir de toda a terminologia complexa e todo o jargão complexo, a iluminação é simplesmente voltar para o nosso estado natural de ser.

Estado natural, é claro, significa um estado que não é criado, um estado que não requer nenhum esforço ou disciplina para ser mantido, um estado de ser que não é melhorado por qualquer tipo de manipulação da mente ou do corpo, por outras palavras, um estado que é completamente natural, completamente espontâneo.

Adyashanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s