Não chafurde em auto-piedade – Lojong

Esse é um texto do Lojong que pode ser usado em qualquer outro tipo de prática espiritual que a pessoa esteja engajada.

O caminho do autoconhecimento é prazeroso no sentido de trazer a paz interna, mas muitas vezes ele é difícil. Não desanime!

O texto:

Quando sua prática não vai muito bem, ou você sente que está muito difícil, pode ser que comece a se arrepender de ter começado. É fácil começar a sentir pena de você mesmo. O anti-lojong slogan “Ignorância é uma benção” começa a parecer fazer sentido. Você pensa sobre por que não viver uma “vida normal” e esquecer tudo isso? Por que carregar esse fardo extra de treinar a mente e cultivar a meditação da compaixão?

Você percebe que mindfulness (atenção plena) é difícil, treinar a mente é difícil e praticar a compaixão também, até desenvolver a bondade é difícil. É desafiador e doloroso cuidar de tudo isso. E então você começa a especular sobre como algumas pessoas têm tudo isso com facilidade. Você começa a pensar como seria ótimo se pudesse levar sua vida sem toda essa prática. Seria um grande alívio esquecer essas tentativas de despertar, desvendar os enganos, praticar a bondade, ajudar os outros e todo o resto!

O problema é que uma vez que você começa a ver as coisas através dos olhos do Lojong, é bem difícil desligar isso. Se você teve um insight, é quase impossível apagá-lo, ou fazer desse insight algo que ele não é. O que você vê você vê. E ter um insight é uma coisa boa, então por que sentir tanta pena de você mesmo?

O ponto principal desse slogan é não chafurdar em auto-piedade. De fato, a respeito do Lojong isso não faz nenhum sentido porque o maior beneficiado com a prática é você mesmo.

Geralmente a auto-piedade é uma simples distração e perda de energia. Se alguém está mais feliz e desperto que você, quem se importa? Se você está melhor que alguém, quem se importa? Por que fazer confusão com isso? Ao invés de mergulhar nessa sua fascinação em si próprio, seja imaginando que é especial ou que não merece nada de bom, você pode praticar pensar nos outros um pouco.

Prática:

Nós esperamos muito do mundo e das outras pessoas e quando essas expectativas não são satisfeitas sentimos raiva e pena de nós mesmos. Perceba essas expectativas que você tem e note a relação dessas expectativas com o surgimento de episódios de desapontamento e auto-piedade.

traduzido e adaptado de https://tricycle.org/trikedaily/train-your-mind-dont-wallow-in-self-pity/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s