Adyashanti sobre como lidar com o pensamento obsessivo

Pergunta — Como você sugere lidar com os pensamentos obsessivos que nos consumem como fogo vinte e quatro horas por dia, como aquela sua obsessão inicial com o pensamento que você precisava alcançar a iluminação? A liberdade desses pensamentos vem só quando atingimos um ponto de completo desespero e fracasso que a mente desmorona e o indivíduo cai na real?

Adyashanti — “Vamos começar do começo. O pensamento obsessivo surge do medo, da ansiedade e da luta. Esses são os guias do pensamento excessivo. Por isso, além da prática de meditação, você pode querer começar a contemplar o que você tem medo, do que você está fugindo, o que você não quer lidar dentro de você ou na sua vida. Por contemplar quero dizer identificar exatamente que medos estão lhe guiando. Sobre que suposições eles estão construídos? De que você está correndo?

Igualmente, o pensamento descontrolado é sua mente buscando paz — como se, se você pudesse pensar o suficiente e entender o suficiente, sua mente poderia estar em paz. Mas a mente nunca consegue pensar o suficiente até chegar à paz duradoura. Na verdade, na corrida da mente para encontrar paz e segurança, ela ignora a paz que já está presente dentro da presença da consciência.

Então contemple do que sua mente está tentando fugir, e o que está procurando. E comece a mostrar à sua mente que a paz está disponível no presente. Literalmente traga a atenção da sua mente para a paz maior da consciência. E dê a sua mente algo para fazer na forma de seguir sua respiração. Apenas siga a respiração sempre que você puder durante o dia, porque isso irá acalmar seu sistema nervoso e dará à sua mente algo para fazer diferente de pensar obsessivamente. Claro, os pensamentos podem vir, mas ancore-os na respiração. Seja paciente e gentil consigo mesmo. Muito paciente e muito gentil.”

fonte e artigo completo em http://dharmalog.com/2016/01/18/como-lidar-com-pensamento-obsessivo-adyashanti/