Quando não comparo, eu… entendo o que eu sou

Quando não comparo, eu… entendo o que eu sou

…Ao longo da vida, desde a infância, da escola, até morrermos, somos ensinados a nos comparar com os outros; porém quando eu me comparo com outra pessoa estou destruindo a mim mesmo. Numa escola, numa escola normal onde há muitos garotos, quando um garoto é comparado com outro que é muito inteligente, que é o melhor da turma, o que está na realidade acontecendo? Estão destruindo o garoto. É isso que fazemos durante a vida. Agora, posso viver sem comparação – sem comparação com ninguém? Isto significa que não existe nem importante, nem humilde – não existe um que é superior e o outro que é inferior. Você na verdade é aquilo que você é, e para entender o que você é, este processo de comparação tem que terminar. Se eu estiver sempre me comparando com algum santo ou algum mestre, com algum homem de negócios, escritor, poeta e tudo mais, o que aconteceu comigo – o que eu fiz? Eu somente comparo a fim de obter, a fim de alcançar, a fim de vir a ser – mas quando não comparo, começo a entender o que eu sou. Começar a entender o que eu sou é muito mais fascinante, muito mais interessante; vai além de toda essa estúpida comparação.

Jiddu Krishnamurti – Talks & Dialogues Saanen 1967, p 86

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s