O verdadeiro devoto trabalha – Swami Paramananda

Se você quiser ser um verdadeiro devoto, você deve estar acima de todos os pensamentos e ações mundanas. Nenhuma condição terrena deve perturbar sua paz jamais. Seja puro, imaculado, abnegado, com um largo coração que ama a todos. Jamais clame por grandeza, apenas considere-se como um humilde servo do Supremo, e fique sempre pronto para o serviço, sem pensar no perigo. Lembre-se que mesmo encontrar uma morte violenta e prematura pensando em Deus e levando uma vida verdadeira é uma benção; enquanto que de outro modo vivendo mesmo no conforto e na prosperidade apenas te afastará de seu Ideal e esta é a maior maldição. Fique sempre atento e nunca permita ser levado por qualquer fraqueza momentânea. Aja com coragem e intrepidez e nunca se torne impaciente.

Dependa pouco das coisas externas, sabendo que expressões externas não podem jamais expressar os sentimentos reais do coração. Fale pouco. Não são as palavras ou linguagem bela, mas sim o caráter que trará a luz. Os Grandes Sábios falavam na mais simples linguagem, mas suas palavras estavam cheias de luz, de vida, de esperança e coragem. Deixe que a planta de sua devoção cresça em silêncio em seu coração. Regue-a com as lágrimas do sincero e verdadeiro amor. Não olhe os resultados; meramente sirva com todo seu coração e alma.

O verdadeiro devoto trabalha para seu Ideal e para ninguém mais. Seu comer, beber, dormir, mover, todos seus atos tornam-se atos de adoração. Ele sente que tudo pertence ao Ideal, mesmo seu corpo, portanto ele o alimenta e cuida, não como seu próprio, mas como parte do Ideal. Se ele está machucado, faminto, com frio ou estiver de algum modo negligenciado, ele pensa que é o Ideal que está sofrendo, portanto toma todos os cuidados com ele, por causa do Bem Amado. Ou ele pode considerar seu corpo como um templo no qual o Divino Ideal mora, e qualquer coisa que faz por ele torna-se uma oferenda ao Bem Amado. Por isso está atento em dar a ele apenas o que é perfeitamente puro e digno de ser oferecido naquele altar interno do coração. Este constante pensamento do Ideal como morando internamente o habilita a liberar-se de toda escravidão física.
Assim, a verdadeira devoção leva você a um estado onde vive com seu Ideal em cada momento de sua vida. Nada mais pode existir para você exceto o Bem Amado, e quando você vive Nele e só Nele, todo sofrimento cessa. Todo seu coração flui para os pés do Bem Amado e você se perde Nele. Este estado é bendito porque ele leva à meta última, – a verdadeira visão de Deus.

Trecho de O Caminho da Devoção de Swami ParamanandaO-Caminho-da-Devocao-por-Swami-Paramananda-Portugues