AUTO-ENTREGA – Swami Paramananda

O verdadeiro devoto está sempre consciente do poder que trabalha através dele. De outra forma ele não é nada; ele não quer ser algo independente daquele Divino poder. Ele sabe que a Mãe faz seu próprio trabalho, que ele não tem nenhum direito de assumir qualquer crédito ou culpa para si mesmo. Tudo está certo enquanto não esquecermos a Ela. O egoísmo nos faz esquecê-La; ele é nosso pior inimigo. Portanto devemos lutar e matá-lo. Vamos rezar para que possamos fazer um pequeno serviço aos Seus filhos, permanecendo sempre um verdadeiro instrumento em Suas mãos. De outro modo esta vida não tem nenhum valor. Nós só temos o direito de viver uma verdadeira e pura vida e servir tanto quanto pudermos todos os Seus filhos.

Às vezes a tarefa parece muito difícil, como se não houvesse uma saída para ela. Mas nada pode ser permanente neste mundo; as nuvens desaparecerão e novamente a vida se enche de esperança. Por isso devemos permanecer firmes como uma rocha sob todas as circunstâncias. Que tudo venha e se vá, mas tente permanecer sempre imperturbável. Seja intrépido e enfrente a verdade. Se você tem um Ideal, dê sua vida pela sua realização. Devemos sacrificar nossas vidas pelo nosso Ideal. Este é o único modo de adorar o Ideal. Sem fraqueza nem hipocrisia, mas sincero amor e força nos farão adorá-Lo verdadeiramente. Avance e não olhe para trás para ver o que acontece a ninguém. Milhares como eu podem morrer neste momento, mas isto não fará nenhum mal a este vasto mundo. A verdade é imortal e brilhará para sempre. Adore a verdade e morra por ela. Lembre-se sempre que a vida atual é o resultado de pensamentos e ações passadas; o futuro será de acordo com o presente. Portanto nosso futuro depende inteiramente de nós. O passado será lavado pela vida atual.

Trecho de O Caminho da Devoção de Swami Paramananda