Os sentimentos devem ser considerados tanto quanto o intelecto racional

Paul Brunton, trecho de Paul Brunton fala aos buscadores…

Há um perigo nesses estudos que é o de você poder enfatizar excessivamente o elemento intelectual, considerá-los como outro ramo do trabalho acadêmico. Isso seria um erro. Na tentativa de entender esses livros, é importante evitar uma ênfase tão errada e, assegurar um equilíbrio adequado. Este deve ser o equilíbrio entre os interesses do coração e os interesses da mente. Isso quer dizer, os sentimentos devem ser considerados tanto quanto o intelecto racional. É apenas estabelecendo um bom equilíbrio entre os dois que você poderá chegar ao ponto onde a intuição poderá ser despertada – a intuição que o levará à verdade mais elevada.

É claro, você provavelmente já sabe, por agora, que outra coisa importante – a mais importante – para o processo de despertar esse tipo de intuição é a prática da meditação. Esta prática tem sido muito mal interpretada e, mesmo no Oriente, há todo tipo de conceitos errados e superstições sobre isso. No entanto, a essência disso é muito simples: todos vocês são vítimas de uma máquina, que está produzindo pensamentos, continuamente, e vocês perderam o controle da máquina. A meditação é um processo usado para recuperar esse controle. E então, o maior obstáculo em seu caminho pode ser removido. Esses pensamentos criam uma tela entre você e o seu eu interior. E é nesse eu interior que reside a melhor parte de seu eu – o mais alto eu – o Eu Superior.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s