As nossas histórias, sentimentos e compaixão.

Todo sentimento vem seguido de uma história. A história é o motivo subjacente do sentimento. Esse motivo pode ser grande ou pequeno. Você pode se sentir mal, por talvez não ter o que esperava da vida, ou pode se sentir com raiva porque alguém criticou algo que fez. Em qualquer situação você está se sentindo mal. O motivo de se sentir é a história.

Quando você foca nessa história, pode ir e vir e ir e vir na sua mente os “porquês”, “como” e os “se”. Essas história não têm fim. Sinta onde ela está no seu corpo, no peito, no estômago ou na cabeça. Explore isso com um senso de curiosidade, como se não soubesse nada sobre ela.

Continue respirando conscientemente, com sua atenção focada no sentimento, e você poderá notar que isso é suportável. Você vai perceber que sentimentos são gerenciáveis, mesmo quando eles são desconfortáveis.

Focar sua atenção nos seus sentimentos a medida que eles surgem, dá a você uma sensação de controle. Você não pode fazer com esse sentimento vá embora, mas pode observar a fonte do seu desconforto. Conforme observa seus sentimentos eles mudam. Observar é o mais perto que você chegará de controlar eles. Assim como crianças que se comportam de forma diferente quando adultos estão olhando eles, seus pensamentos e sentimentos respondem a sua atenção.

Para transformar sentimentos negativos, preencha sua atenção com compaixão. Seja gentil com você mesmo em seus pensamentos a medida que explora seus sentimentos. É uma pena que você esteja passando por essas emoções complicadas. Você merece compreensão e paz.

Do terceiro livro da Série Zen Mister. (traduzido com autorização do autor)